• A NOSSA MISSÃO
%AM, %28 %433 %2020 %10:%Set.

Cruz Vermelha prepara-se para receber mais 9 jovens refugiados não acompanhados

Equipa multidisciplinar para acompanhamento dos refugiados menores não acompanhados, com chegada prevista para a próxima semana inicia, hoje, formação técnica e Institucional.

À semelhança do acolhimento dos 25 jovens que chegaram a Portugal no passado mês de Julho, a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), em estreita relação com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e demais Instituições do Sector Social, prepara-se para receber mais 9 jovens refugiados não acompanhados, oriundos de Campos de Refugiados na Grécia.

Com chegada prevista para as próximas semanas, impõe-se, de momento, a necessidade de capacitar a equipa de trabalho, que se pretende jovem, experiente, dinâmica, activa e responsável. São eles, Psicólogos, Assistentes Sociais e Técnicos/monitores  que hoje iniciam um processo formativo exigente, no sentido da sua capacitação técnica e fortalecimento psicossocial.

Tal como acontece com o primeiro grupos de jovens acolhidos, estima-se que o tempo de permanência nestas casas especializadas não ultrapasse os 6 meses, período de tempo que se considerou necessário e suficiente para a estabilização do processo individual e identificação da medida cautelar subsequente.

Segundo Joana Rodrigues, responsável pela área dos Migrantes e Refugiados da Cruz Vermelha Portuguesa, “o acolhimento dos 25 jovens em Julho foi para a CVP foi o início de um projeto diferenciador nesta área, pela possibilidade de acolher, em simultâneo, um grupo alargado de crianças ou jovens refugiadas  não acompanhados e trabalhar de forma consertada para o seu desenvolvimento psicossocial e inclusão na comunidade. Hoje,  podemos avaliar que a diversidade de formação técnica e experiência da equipa que companha estes jovens  é crucial para o seu desenvolvimento. Vamos, sem dúvida, aprender com esta experiência recente e replicar as boas-práticas.”

Powered by jms multisite for joomla